TRADUTOR

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

TEORIA DA QUARTA ONDA REVOLUCIONÁRIA MUNDIAL

O prognóstico de Marx que as revoluções proletárias renascem em proporções cada vez mais gigantescas é um fato historicamente comprovado

Teoria apresentada no 1º Foro Mundial do Pensamento Crítico, promovido pelo Conselho Latino Americano de Ciências Sociais, CLACSO, Buenos Aires, 23/11/2018


Leon Carlos e Humberto Rodrigues

A história da humanidade não se desenvolve de forma linear, nem em ciclos que se repetem, mas em ondas espiraladas. Em sua obra "O 18 Brumário de Luis Bonaparte", Marx compara as revoluções burguesas e proletárias até o século XIX. As revoluções burguesas teriam vida curta enquanto as proletárias corresponderiam a um longo processo de ascenso e refluxo, revolução e contrarrevolução, um processo cumulativo de crítica das experiências passadas.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

FRANÇA: COLETES AMARELOS

Quem são eles, por que lutam e como podem vencer

Viriato Lusitânia

Para resumir os eventos até esta data, 06/12/2018, devemos começar desde o início.

Por muitos anos, uma profunda, oculta insatisfação desmoralizada tem se escondido nas profundezas e em todos os níveis da sociedade francesa.

domingo, 2 de dezembro de 2018

PORQUE NOS DESFILIAMOS DA CONLUTAS

Bolsonaro e seu fiel apoiador, o vereador André Viana, eleito com o apoio da
Conlutas e do PSTU a presidente do sindicato Metabase em Itabira, MG
CARTA ABERTA A CSP CONLUTAS
Porque nos desfiliamos da CSP CONLUTAS


Reproduzimos abaixo o documento de ruptura dos camaradas do Movluta com a Conlutas. O Movluta é um grupo de oposição no Sindicato dos Servidores Públicos Federais, Sintsef-CE, e corretamente caracteriza: "o processo de degeneração se consumou... a CONLUTAS se opõe objetivamente a ser uma ferramenta da classe para combater o golpismo burguês e passou a aplicar golpes contra sua própria base."


O Movimento Mobilização Compromisso e Luta, MOVLUTA, é um grupo sindical que se originou em 2006 fazendo oposição à diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado do Ceará. A base de nosso sindicato é composta por 19 mil trabalhadores, dos quais, 9 mil são filiados. O MOVLUTA obteve um terço dos votos na última eleição do SINTSEF/CE.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

CÚPULA DO G-20 EM BUENOS AIRES

Contra a ofensiva do imperialismo!
Frente única Anti Trump-Macri!
Por um governo dos trabalhadores!

Tendencia Militante Bolchevique - Argentina

O servilismo de Macri com o imperialismo dos EUA já quebrou a Argentina. Em meio ao ajuste brutal com o aprofundamento das medidas de recessão em um contexto de crescente repressão do governo Macri espera obter credenciais de "confiável" ao imperialismo. É nesse contexto que a reunião do G-20 é realizada em Buenos Aires.

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

DIVISÃO DA TBI

A divisão da TBI e a política abstencionista de capitulação ao Imperialismo

Ian - Socialist Fight

Reproduzimos abaixo um artigo do camarada Ian acerca da explosão da TBI. Ian é um dos ex-dirigentes da Tendência Bolchevique Internacional (TBI) na Grã Bretanha, e hoje, membro do Socialist Fight, seção britânica do Comitê de Ligação pela IV Internacional. A família espartaquista (organizações oriundas da Liga Espartaquista, uma ruptura do SWP dos EUA da década de 1960), e em particular a TBI. Essa família impactou fortemente o Coletivo Lenin e a LBI, e ainda mais no Reagrupamento Revolucionário, uma ruptura do Coletivo Lenin. A FCT foi formada por um processo de rupturas e superações de militantes oriundos do Coletivo Lenin, LBI, PSTU e PT.

A Tendência Bolchevique Internacional (TBI) se separou em outubro. Essa pequena organização trotskista se reuniu pela primeira vez em 1990. Foi a fusão de três pequenos grupos diferentes, na América do Norte, Alemanha e Nova Zelândia, cada um dos quais se originou de pessoas que renunciaram ou foram expulsas dos espartaquistas no final dos anos 70 e início dos anos 80, devido a degeneração dessa organização em um culto político desagradável. A TBI se desfaz após 25 anos sem ter avançado significativamente durante esse período. O grupo alemão já havia entrado em colapso, e esses eventos realmente colocam a probabilidade de que essa tendência possa desaparecer do mapa político.

terça-feira, 20 de novembro de 2018

APOIO CRÍTICO, FRENTES POPULARES E PARTIDOS OPERÁRIOS BURGUESES

Apoio crítico, frentes populares e partidos operários burgueses

Ian - Socialist Fight

Reproduzimos abaixo o artigo do camarada Ian, um dos ex-dirigentes da Tendência Bolchevique Internacional (TBI) na Grã Bretanha, e hoje, membro do Socialist Fight, seção britânica do Comitê de Ligação pela IV Internacional. A família espartaquista (organizações oriundas da Liga Espartaquista, uma ruptura do SWP dos EUA da década de 1960), e em particular a TBI, exerceu uma forte influência programática no Coletivo Lenin e na LBI, e ainda mais no Reagrupamento Revolucionário, ruptura do Coletivo Lenin. A FCT foi formada por um processo de rupturas e superações de militantes oriundos do Coletivo Lenin, LBI, PSTU e PT.


No rescaldo da recente divisão em três grupos distintos na Tendência Bolchevique Internacional, tem havido uma onda de debates políticos entre eles e os defensores do grupo Socialist Fight (em português, Luta Socialista), principalmente no Facebook, mas também em outros lugares. Uma questão importante nos debates multifacetados tem sido um artigo que escrevi muito antes de ingressar no Socialist Fight, 20 anos atrás, intitulado Trotskismo, a Frente Unida e a Frente Popular: Contra a Colaboração de Classe e o Sectarismo Estéril (1998). e publicado em um jornal chamado Revolução e Verdade.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

O PRIMEIRO GRANDE CRIME

Bolsonaro: MENOS médicos e saúde para milhões de brasileiros

Sem nem ter tomado posse ainda, o novo governo vai precarizar a já debilitada saúde da população brasileira, principalmente nas periferias e cidades do interior do país. Bolsonaro provocou o fim do programa “Mais Médicos”, fazendo referencias depreciativas, ameaçadoras e estabelecendo condições unilaterais para Cuba que dignamente respondeu: “nossos médicos não foram pedir trabalho no Brasil, foram cumprir uma missão. Não foram pedir emprego, foram prestar solidariedade”, e convocou os médicos de volta. Cuba tratou de resguardar seus profissionais de Saúde ante um governo que evidentemente significa um risco para os mesmos e que poderia resultar em uma provocação que pusesse em risco as relações diplomáticas e militares entre os dois países.

Sem o Mais Médicos, nesse momento, 2.800 municípios brasileiros, de um total de 5.500, serão afetados. Ou seja, mais da metade. Desses, 1.500 ficarão completamente desassistidos, pois só possuem médicos graças à missão cubana. Além de 75% do atendimento médico nas aldeias indígenas, que deixará de existir. Sairão de uma vez 8.500 médicos de áreas carentes. Mas não pensem que serão afetados apenas estados pobres e populações esquecidas. São Paulo e Bahia serão os mais atingidos. Esse é o primeiro grande crime de Bolsonaro contra os brasileiros. Muitos adoecerão e morrerão devido a essa medida. Pelo menos 24 milhões de brasileiros ficarão sem médicos com a saída dos cubanos.

domingo, 4 de novembro de 2018

MARCHA MIGRATÓRIA RUMO AOS EUA

"¡Los migrantes no son criminales, somos trabajadores internacionales!"
¡Trabajadores del mundo uníos por sobre las fronteras en contra los tiranos del capital y el imperialista Trump! ¡Por la defensa del derecho democrático de trasladarse de un territorio a otro!

Reproduzimos em seu original castellano o artigo da Tendência Militante Bolchevique da Argentina, organização irmã da FCT.

Aumenta y avanza a cada minuto la marcha de inmigrantes centroamericanos hacia la frontera de Estados Unidos. La crisis migratoria es una consecuencia del empobrecimiento de los pueblos oprimidos del continente por los golpes e intervenciones imperialistas que impone la barbarie.

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

BOLSONARO

Um neonazista na presidência 
Organizar a resistência e a autodefesa dos trabalhadores e oprimidos, negros, mulheres, lgbts!


Brasil, 29 de Outubro de 2018

A “Nova República”, fundada sob a Constituição de 1988, morreu. Nasce um novo regime político. A legislação (fiscal, trabalhista, garantias fundamentais constitucionais) do país foi profundamente modificada após o Golpe de 2016. O regime de exceção do governo Temer dará lugar a um outro, de tipo neonazista, e de maior terrorismo estatal contra a população trabalhadora. Foi isso que os primeiros discursos contemporizadores do novo tirano tentaram negar, querendo fazer parecer que seu governo será de continuidade democrática.

domingo, 28 de outubro de 2018

GLOBO X RECORD

Eleições aprofundam tensão entre Globo e RecordTV

Fascista do PSL recebe apoio do dono da Record. Objetivo é ultrapassar Globo na audiência e ser a rede porta voz do novo regime ditatorial empresarial, teocrático e militarizado

Emiliano Fernandez

Um fato ocorrido no dia 04 de outubro aponta para uma nova fase da guerra pela audiência da TV aberta brasileira: o então líder nas pesquisas eleitorais, Jair Bolsonaro (PSL), alegou restrições médicas para se ausentar do debate entre os presidenciáveis (tradicional e concorrido encontro do calendário eleitoral brasileiro), transmitido pela Rede Globo de Televisão, às vésperas do primeiro turno. O debate transformou-se numa tradição desde a redemocratização, reunindo os principais candidatos ao Palácio do Planalto.

sábado, 6 de outubro de 2018

POSIÇÃO DA FCT NO 1o TURNO DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO BRASIL

Votar em Haddad como parte da luta para derrotar Bolsonaro, a radicalização militar e fascista do Golpe de Estado, e o imperialismo!

Nesse sete de outubro de 2018 votamos na candidatura do PT contra a candidatura que reivindica a instalação de uma nova ditadura através de um "autogolpe" para reescravizar os trabalhadores brasileiros. A ampla unidade burguesa pela vitória do Bolsonaro nessas eleições golpistas visa “legitimar” uma intervenção militar na guerra de classes do país.

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

MANIFESTO DE ALERTA PARA AS MANIFESTAÇÕES DO 29S - #ELENÃO

Militares e empresários preparam um golpe dentro do golpe para impor uma nova ditadura

Depois de derrubar Dilma e prender Lula, os golpistas cancelaram o título de 3,4 milhões de eleitores. A maioria desses que serão proibidos de votar são pobres e nordestinos. Depois de cassar a presidenta e proibir o candidato, são os próprios eleitores trabalhadores que estão sendo cassados. Detalhe, a diferença entre Dilma e Aécio, em 2014, foi de 3.459.963 de votos.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

ARGENTINA 25S - DA PARALISAÇÃO À GREVE GERAL

¡Huelga general por tiempo indeterminado para salvar las condiciones de vida de los trabajadores! 

Declaração da Tendencia Militante Bolchevique, seção argentina do Comitê de Ligação pela IV Internacional, para a paralisação nacional do dia 25 de setembro em Buenos Aires.

En poco más de dos años el gobierno de Macri profundizo la dependencia del país del capital especulativo, retrocediendo la economía del país a una situación peor que los neoliberales años 90. Ahora ni siquiera hubo la llamada “plata dulce” que tanto agradó a sectores de la clase media hace más de dos décadas. Y más, se alimentó la bola de nieve de la deuda en forma incomparablemente mayor. Ahora la deuda externa equivale al 60 % del PBI y amenaza con apropiarse de la mayor parte de la riqueza producida en el país.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

ABRAHAM LEON, A QUESTAO JUDAICA E O SIONISMO

Abraham Leon e a Questão Judaica

Ian Donovan - Socialist Fight, seção britânica do CLQI

Antes de tudo, gostaria de perguntar por que estamos abordando essa questão dessa forma? Achamos que o atual ataque sofrido pelo  Partido Trabalhista utilizando a questão judaica como arma responde parcialmente a essa pergunta.

Assim como estão embricados nessa questão o envolvimento dos sionistas em uma série de eventos históricos importantes, como a Guerra do Iraque; a chamada "guerra ao terror"; o desvio do surgimento revolucionário da "Primavera Árabe" para uma campanha imperialista para destruir os mais importantes oponentes árabes nacionalistas de Israel no Oriente Médio: Síria e Líbia; a criação deliberada do caos no Oriente Médio; as ameaças de guerra contra o Irã por Israel e os EUA.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

IRÃ - METALÚRGICOS

Sanções econômicas: uma guerra contra os trabalhadores iranianos

Convocatória do FELEZKAR - Sindicato dos trabalhadores da indústria do metal do Irã para os sindicalistas e povos que amam a paz em todo o mundo

O que está acontecendo no cenário mundial em relação ao nosso país atualmente não tem nada a ver com a melhoria das condições de trabalho, resiliência e capacidade de luta, e o bem-estar dos trabalhadores iranianos, é uma guerra total contra a população e os trabalhadores iranianos. O imperialismo dos EUA está liderando políticas destinadas a transformar a paisagem geopolítica do Oriente Médio e do Irã.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

CIÊNCIA EVOLUTIVA E LUTA DE CLASSES

Do domínio do homem sobre a natureza a luta pelo socialismo
Leon Carlos e Humberto Rodrigues

Reproduzimos abaixo um artigo inédito em nosso blog, desenvolvico sobre o que foi publicado no jornal Folha do Trabalhador 23 (maio/2015)

Nossa espécie, o homo sapiens, se caracteriza por um desenvolvimento dinâmico de seus instrumentos de produção. Esta situação foi algo inédito na história natural do planeta. Não por acaso o Departamento I, produtor os bens de produção [ 1 ] é onde se concentra hoje em dia – o núcleo sino-russo – as tendências mais dinâmicas do capital, em detrimento da estagnação do núcleo imperialista EUA-UE, mais ricos, embora mais dependentes do rentismo, do cassino financeiro global que China e Rússia. Antes de tudo, o homem deve fazer suas necessidades biológicas e para isso deve construir instrumentos de produção (ferramentas, em sua fase mais avançada máquinas, etc.), com os quais extrai os recursos da natureza e os transforma em riqueza.

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

BRASIL, 1822: UM PAÍS PARIDO PELA ESCRAVIDÃO

Brasil, 1822: Um país parido pela Escravidão
Mário Maestri
Auriverde pendão de minha terra, 
Que a brisa do Brasil beija e balança, 
[...] Antes te houvessem roto na batalha, 
Que servires a um povo de mortalha!...

Navio Negreiro, Casto Alves

Em janeiro de 1821, no Rio Grande do Sul, Au­guste de Saint-Hi­laire anotava em seu diário que o Reino do Brasil pe­ri­gava ser "per­dido pela casa de Bra­gança" e que "suas províncias" po­diam ex­plodir em na­ções in­de­pen­dentes, "como as colô­nias es­pa­nholas", con­si­de­rando-se a ta­manha di­fe­rença entre as mesmas. O naturalista francês es­crevia coberto de razões: "Sem falar do Pará e de Per­nam­buco, a ca­pi­tania de Minas e do Rio Grande, já menos distanciadas, di­ferem mais entre si que a França da In­gla­terra”.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

PREPARAR OS TRABALHADORES CONTRA UM NOVO GOLPE

O primeiro confronto direto entre as Forças Armadas e os trabalhadores
brasileiros após o regime militar ocorreu em 1988, entre o Exército
e os metalúrgicos da CSN (Volta Redonda-RJ). Há 30 anos.
Para além das eleições controladas pela direita: preparar os trabalhadores contra um novo golpe

A cada nova pesquisa, amplia-se a vantagem eleitoral de Lula, próxima da metade das intenções de voto. Se os inimigos reconhecem, a vantagem tende a ser bem maior. Lula vence em todos os cenários: em todos os Estados e, em alguns, com o triplo de votos do segundo colocado e a soma dos votos de todos os outros candidatos. Seria fácil, inclusive, orientar em poucas horas, pelas redes sociais, os eleitores de Lula a votarem em Haddad. Se sob condições infinitamente mais adversas, em apenas cinco dias, Getúlio conseguiu eleger Dutra contra o favoritismo de Eduardo Gomes, em 1945, imagine Lula sendo favorito e dispondo dos meios de comunicações atuais:

Faltavam apenas cinco dias para a eleição presidencial de 1945. Naquela época, é claro, não existiam internet, redes sociais e muito menos WhatsApp. Nem mesmo havia TV. A informação, imaginava-se, corria de modo lento. O favorito, ao que tudo indicava, era o brigadeiro Eduardo Gomes, um homem autoritário, conservador nos costumes, apoiado pelos liberais da UDN e que prometia impor a ordem, diminuir o estado, promover a autoridade e consertar o país. Getúlio Vargas, recém-derrubado pelos quartéis, estava aparentemente sozinho, derrotado, politicamente morto, preso à própria rede de dormir, em São Borja. Até o momento em que, às vésperas do pleito, anunciou que apoiaria o general Eurico Gaspar Dutra, um mal menor, candidato que aparecia como um azarão em todas as sondagens da imprensa. "Ele disse: votai em Dutra", propagandearam os seus militantes. Em menos de uma semana, tal frase decidiu a eleição. Dutra foi eleito. E Getúlio preparou a volta ao poder, dali a cinco anos." Lira Neto, Facebook, 25/08/2018
Mais um motivo para levar a luta pela candidatura Lula até o último momento, até o último dos recursos. O gesto é o mesmo, basta teclar o número 13 para presidente. Todavia, a vida não está assim tão fácil. Essa lógica alimenta um transe em grande parte da esquerda e dos trabalhadores.

domingo, 12 de agosto de 2018

CRESCE O TERRORISMO IMPERIALISTA NA AMÉRICA LATINA

Cresce el terrorismo imperialista

Leon Carlos - Tendência Militante Bolchevique - Argentina


En la actual ofensiva imperialista en Latinoamérica en donde en Venezuela el sábado 4 de agosto se concretó un atentado terrorista finalmente fallido, contra el presidente Maduro. En el atentado se hizo uso de drones cargados con explosivos, que fallaron en el intento de matar al presidente pero terminaron hiriendo a siete oficiales bolivarianos.


El atentado terrorista pasa un año después de que Maduro, a través de la elección de una asamblea constituyente, impidió la concreción del golpe de Estado parlamentario en curso en la propia Venezuela, como lo que derribó al gobierno de Dilma del PT en Brasil.

sábado, 4 de agosto de 2018

ALERTA AOS TRABALHADORES

Vem aí um novo golpe

Editorial do Jornal Foha do Trabalhador # 29


Enquanto os trabalhadores não ocuparem as ruas e não realizarem greves fortes e cada vez mais amplas, os golpistas aprofundarão sua contrarrevolução permanente. Impuseram um Golpe de Estado, congelaram os investimentos em saúde e educação por vinte anos, eliminaram os direitos históricos dos trabalhadores, aumentaram o desemprego,...

Setores essenciais ao funcionamento de um Estado nacional são liquidados: petróleo, energia, serviços básicos. Grandes empresas como a Embraer são entregues às concorrentes multinacionais, enquanto o Estado é fagocitado ao gosto de corporações com matrizes brasileiras, mas que se tornaram as maiores do planeta em seus ramos, como a AB Inbev (bebidas), que se apropriará da Eletrobrás, e a Kroton (educação), grande beneficiária da contrarreforma do ensino médio. O Itaú Unibanco, o maior banco da América Latina, um importante membro da conspiração que patrocinou o golpe de 2016, teve lucro líquido de R$ 6,2 bilhões no segundo trimestre, uma alta de 10,7% sobre o mesmo período de 2017.

domingo, 29 de julho de 2018

AMÉRICA LATINA

Ofensiva imperialista e o estrangulamento da democracia semicolonial

Leon Carlos

Tendência Militante Bolchevique - TMB - tmb1917.blogspot.com.ar

Há alguns meses, o giro de Mike Pence, vice-presidente dos EUA, na América Latina visava criar entre governos lacaios da região um consenso político para uma nova escalada da agressão do imperialismo na Venezuela, cogitando até uma invasão da própria Venezuela. Nesse sentido, os EUA esperam contar com o apoio dos governos pró-imperialistas da Argentina, Brasil, Colômbia, Peru, Chile, Equador e Panamá.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

EUA - BRADO

O coletivo BRADO e a luta contra o golpe em Nova York
BRADO - NY

BRADO-NY ou Brazilian Resistance Against Democracy’s Overthrow é um grupo ativista da resistência brasileira contra o golpe e pela democracia com sede em Nova York, que se formou e expandiu nos últimos anos. O desejo de interagir com outros brasileiros para trocar ideias, expressar indignação e revolta com o golpe, canalizar o mal-estar em ações concretas de denúncia, informação, conscientização e empenho com trabalho de base fez superar a sensação de impotência pela separação e distância do País e nutrir a intenção de atuar de todos os modos possíveis.

terça-feira, 24 de julho de 2018

CAMARADA CLÓVIS OLIVEIRA

Camarada Clovis Oliveira, presente, hoje e sempre!

É com uma profunda tristeza que registramos aqui o falecimento do camarada Clóvis Oliveira. Nascido em 23 de maio de 1948, Clovis fazia parte da mais antiga geração de quadros trotskistas brasileiros vivos e, no caso dele, em plena atividade política. Militante trotskista desde a década de 1960, acreditava que não havia atalho para a emancipação dos trabalhadores sem a organização política da classe trabalhadora, e nesse princípio Clóvis foi até o final no pensamento e na ação.

domingo, 22 de julho de 2018

ALCOOLISMO

Dos seis bilionários mais ricos do Brasil,
que concentram mais dinheiro que os
100 milhões mais pobres, três são donos
da ABInbev. Os outros são donos de banco,
da Globo e do Facebook
Pela expropriação da grande burguesia
golpista da indústria de bebidas!

Davi Lapa

O Brasil perde com o consumo de bebida 7,3% do PIB por ano. Esse custo atingiu em 2014, algo como 372 bilhões bancado pelo governo através de acidentes de trânsito, tratamentos, gastos com convênios médicos privados, despesas inesperadas que destroem o orçamento de famílias, desemprego, afastamento do trabalho custeado pela Previdência Social, baixa eficiência das empresas e tantos outros silenciosos sintomas.

O Brasil perde com alcoolismo 4,5 vezes mais do que o lucro dos fabricantes de bebidas, pequenos e grandes grupos de fabricantes de bebidas, movimentam 1,6% de todas as riquezas produzidas no país. A indústria de bebidas e o alcoolismo induzido pela mesma causam um prejuízo econômico enorme ao país. Mas não fica por aí.

sexta-feira, 20 de julho de 2018

GRÃ BRETANHA

Trocando Churchill por Hitler:
Boris Johnson, do Partido Conservador, ex-ministro
das Relações Exteriores, defensor de um ‘hard’
Brexit, rompeu com o governo conservador
britânico apostando na onda ascendente
do populismo de extrema direita.
 
A ascensão da extrema direita e do fascismo
Gerry Downing
Socialist Fight - SF - socialistfight.com
“A explosão do Brexit de Boris Johnson arruina as credenciais comerciais do Partido Conservador” - foi o título do artigo do Financial Times no dia 25 de junho. E continua -“A ruptura do Secretário de Relações Exteriores revela que o comércio tem perdido terreno para o nacionalismo. ‘Fodam-se os negócios!’ Nunca o espírito do Brexit foi capturado de forma mais sucinta do que no modo improvisado manifesto por Boris Johnson. Está aí todo um slogan. Surgiu uma onda populista de raiva contra as elites. Com esse slogan improvisado declarado em uma recepção privada, quando questionado sobre o clamor da Airbus e da BMW sobre a ameaça aos empregos e investimentos, o secretário de Relações Exteriores do Reino Unido aparentemente delineou sua nova estratégia de negócios.”

segunda-feira, 16 de julho de 2018

PALESTINA

Israel ataca Gaza para aterrorizar palestinos
e dissuadir retorno de refugiados


“As forças armadas israelitas lançaram o maior ataque contra o Hamas desde 2014 e aumentarão a intensidade se for necessário” declarou o carniceiro Benjamim Netanyahu, primeiro-ministro israelita. O ataque do sábado, 14 de julho, deixou 12 feridos e matou um homem de 35 anos e seu filho de 13 anos, demonstrando que os alvos não eram militares. Israel também disparou mísseis sobre o a bela e recém construída Aldeia de Artes e artesanato de Gaza, transformando-a em escombros. O ataque tinha outro objetivo. As forças armadas do Hamas contestaram com cerca de 100 morteiros, ferindo duas pessoas em território israelense.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

FUTEBOL E NACIONALISMO

A Esquerda Canarinho

Mário Maestri, historiador


“O indivíduo, mesmo aquele que apenas torce, torna-se o próprio símbolo da nação”. Hobsbawm, Nações e nacionalismo, p. 171.

No Brasil, a cada quatro anos, discute-se na esquerda a legalidade de “torcer” pela “seleção nacional”. Debate acirrado em 2018 pelo ativismo da ordem golpista contra os trabalhadores e pela a acirrada ofensiva nacionalista-conservadora, com a participação de alta oficialidade do exército. A própria população, ferida e desconfiada, enfrentou a Copa do Mundo com um retraimento inusitado. O importante para a esquerda, mais do que discutir se “torcer” ou “não torcer”, trata-se de “compreender” o sentido do uso do futebol como meio de conformação das consciências.

sexta-feira, 22 de junho de 2018

JUNHO DE 2013

As jornadas como expressão do excepcional ascenso grevista dos trabalhadores* 

Revendo as jornadas, cinco anos depois, a partir de suas bases estruturais: como expressão do aquecimento econômico, da queda do desemprego, que favoreceram um boom grevista do proletariado organizado.

As manifestações de 2013, as “jornadas de junho” ou “manifestações dos 20 centavos”, foram as maiores desde o “Fora Collor!”, movimento de massas e de rua ocorrido 21 anos antes. Como a onda anterior, se alastraram por todo país e duraram semanas. Mas, as jornadas de 2013 tinham como eixo uma luta econômica, não reivindicavam a destituição do governo central, como foram as manifestações de 1992, mas contra o aumento das passagens, promovido pelos governos estaduais e municipais (em São Paulo, as passagens de ônibus, trens e metrô subiram de 3 reais para 3,20).

quinta-feira, 21 de junho de 2018

POR LA DEFENSA DEL DERECHO AL ABORTO

Por la defensa del derecho al aborto estatal, seguro, legal y gratuito

Reproduzimos abaixo declaração da Tendencia Militante Bolchevique para as lutas pelo direito ao aborto e sua vitória parcial no Congresso.

Entre los diputados fue aprobado el proyecto de interrupción del embarazo. Fue el enorme reclamo en torno al derecho al aborto lo que hizo que terminara siendo aprobado en diputados el proyecto de legalización del aborto que a la vez ahora debe ser tratado por el Senado.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

1968: MEMÓRIA

Governo golpista apoiou o terrorismo
do Comando de Caça aos Comunistas

Reproduzimos abaixo o importante relato do camarada Fausto Barreira Filho acerca da batalha da Rua Maria Antônia, um dos mais conhecidos conflitos de rua entre a esquerda e a direita fascista realizado em São Paulo, durante a ditadura militar, em 1968, envolvendo os terroristas do CCC (Comando de Caça aos Comunistas) e estudantes. Aquele regime golpista, imposto pelo imperialismo e pelo empresariado, apoiou a ação fascistoide, paramilitar, do CCC contra os estudantes e trabalhadores. O relato abaixo foi publicado no jornal REPÓRTER, de São Paulo (outubro/1978).

quarta-feira, 30 de maio de 2018

GOLPE, PETROBRÁS, CAMINHONEIROS E PETROLEIROS

Não a repressão aos caminhoneiros, defender e ampliar a greve dos Petroleiros!


A demonização midiática virulenta e a brutal repressão sofrida pelos caminhoneiros contrastrou com com a propaganda do lockout de uma semana antes quando os caminhoneiros foram apresentados como heróis nacionais.

Um lockout que saiu do controle patronal

Os empresários nacionais do ramo do transporte estavam perdendo lucratividade diante da disparada dos preços do diesel, ancorado aos lucros do grande capital petroleiro internacional, acentuada pela política energética entreguista do governo Temer. Os caminhoneiros sofreram a corrosão veloz de seus ganhos com os fretes devido a alta de 35% do diesel em comparação a julho de 2017.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

AUXÍLIO-RECLUSÃO

Em defesa do benefício previdenciário contra a barbárie capitalista fascista assentada no ódio, no preconceito e na desinformação

Gustavo Cabral

A internet, assim como o seu subproduto, as redes sociais, representaram um marco nas telecomunicações por sua capacidade de conectar pessoas desde os mais longínquos rincões aos centros mais desenvolvidos do mundo de maneira instantânea. Inobstante, esta verdadeira revolução das comunicações também trouxe suas próprias mazelas, a qual se destaca o poder de manipulação em massa através de disseminação de falsas informações.

terça-feira, 8 de maio de 2018

INDIA - DALITS

A questão dos dalits: uma breve análise
Akhar Bandyopadhyay
Bhagat Singh’s Socialist india - BSSI - facebook.com/nbshsra

“Não devemos esquecer que essas pequenas comunidades foram contaminadas por distinções de casta e escravidão, que subjugaram o homem a circunstâncias externas em vez de elevar o homem ao soberano das circunstâncias, que transformaram um estado social autodesenvolvido em um destino natural inalterado... ”- Karl Marx, O domínio Britânicas na Índia (10/06/1853).

Quem são os dalits?

Durante séculos, a estrutura social da Índia é caracterizada por uma formação socioeconômica hierarquicamente organizada, conhecida como sistema de castas. O sistema de castas é economicamente baseado em uma divisão do trabalho sem mobilidade social ou estamental (uma das características do "Modo Asiático de Produção" de Marx). Mas a compreensão do sistema de castas vai além. Ele não apenas divide a comunidade hindu, mas também coloca as comunidades divididas em várias fileiras sociais organizadas verticalmente. Não é apenas a divisão do trabalho, mas também a divisão no interior da classe trabalhadora.

segunda-feira, 30 de abril de 2018

DECLARAÇÃO SOCIALISTA REVOLUCIONÁRIA INTERNACIONAL DE 1o DE MAIO

International Revolutionary Socialist Statement
Διεθνής επαναστατική Σοσιαλιστική Δήλωση
Declaración Socialista Revolucionaria Internacional
अंतर्राष्ट्रीय क्रांतिकारी समाजवादी वक्तव्य
Declaração Socialista Revolucionária Internacional


Workers Socialist League – EUA
Socialist Fight – Grã Bretanha
Communist Revolutionary Action – Grécia

Tendência Militante Bolchevique – Argentina
Bhagat Singh's Socialist – India
Frente Comunista dos Trabalhadores – Brasil


Os EUA marcam 2018 aprofundando a ameaça da terceira guerra mundial. As principais tendências da luta de classe internacional nesse ano apontam que o império realizou uma revanche e recuperou uma parte do planeta perdida para o bloco euroasiático após a crise econômica de 2008. Os EUA declararam uma guerra comercial contra a China e impuseram novas sanções sobre aquele país, Rússia e Irã. Nos últimos anos, através de vários mecanismos de guerra híbrida, golpes de estado, campanhas midiáticas, eleições fraudulentas, os EUA recuperaram parte de seu controle neocolonial na América Latina (Brasil, Argentina, Peru, Equador, Chile, Paraguai, Honduras). Estabilizando as relações de seu núcleo duro com a Europa, os Estados Unidos, Grã Bretanha e França, reestabeleceram mais uma vez como alvo principal a disputa o Oriente Médio, recusando-se a aceitar a derrota para o bloco eurasiano na Síria (Rússia, Síria, Irã e Hezbollah) e estão prontos para quebrar os acordos de paz e desarmamento assinados pelo governo Obama sobre o Irã e Ucrânia em 2015. Aliado a Israel, retoma hostilidades contra o Irã e fornece munição pesadas (incluindo mísseis) à Ucrânia.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

PROVE QUE É INOCENTE!

Prove que é inocente!
Por Fernando Brito,

do site Tijolaço22/04/2018  
pablo 

O Judiciário brasileiro se tornou uma monstruosidade.

Há 15 dias, 159 pessoas foram presas numa festa apontada como sendo promovida por milicianos.

NICARÁGUA - DECLARAÇÃO INTERNACIONAL

Em defesa da Nicarágua, contra os EUA e seus agentes golpistas
(english version)


Frente Comunista dos Trabalhadores – Brasil
Socialist Fight – Britain
Workers Socialist League – USA
Tendência Militante Bolchevique – Argentina
Communist Revolutionary Action – Greece


Abre-se um novo foco de tensão da atual guerra fria, uma nova operação "mudança de regime" está em curso, os EUA agora apostam em uma campanha para derrubar o governo da Nicarágua.

CANAL DA NICARÁGUA E CONTRA-ATAQUE IMPERIALISTA

A suspensão da construção do Canal da Nicarágua e o avanço do contra-ataque do império na America Latina

Para os EUA, a suspensão da construção do grande canal da Nicarágua era uma tarefa estratégica de segurança nacional. Os EUA estão em uma guerra aberta contra a China e o Canal seria uma poderosa ferramenta para a navegação mercantil, controlada pelo rival oriental, no quintal dos EUA. Não havia como impedir diretamente a China de realizar a obra sem passar da guerra comercial diretamente para a guerra militar, e logo, para a terceira guerra mundial. O jeito era atacar o calcanhar de aquiles do projeto, o frágil governo sandinista, mas até 2016, atacar o governo Ortega, que fora reeleito pela segunda vez em 2016. Foi então que uma contradição interna na relação entre a China e a Nicarágua possibilitou o momento de ação do imperialismo. O flerte de Ortega com Taiwan, em um claro gesto de aproximação com o imperialismo (lembram do telefonema de Trump a Taiwan que enfureceu aos chineses?). Acreditamos que se tratou de uma armadilha diplomática em que o sandinismo caiu como um patinho.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

2018: O FIM DA INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

2018: O Fim da Independência do Brasil

Mário Maestri *

Prossegue a ofensiva golpista, vitoriosa em 2016, com a deposição de Dilma Rousseff. Seu segmento dominante, em representação do capital globalizado, sob a direção estadunidense, persegue a construção de uma nova institucionalidade autoritária, tendo como correias de transmissão a alta oficialidade das forças armadas, o Parlamento, a Justiça, a grande mídia. O capital financeiro nacional desempenha papel fundamental nesse bloco. Persegue-se, assim, a submissão plena da economia, dos recursos e do próprio Estado brasileiro às necessidades do capitalismo em sua fase senil. Na construção da nova ordem, foi salto de qualidade o ataque geral ao capital monopólico nacional, em processo de conclusão, antiga reivindicação do imperialismo USA - empreiteiras, Petrobras, Banco do Brasil, BNDES, JBS, Embrater, etc. Os laços dessas empresas com o petismo facilitou que a ofensiva que sofreram tenha se dado sem oposição das demais facções dominantes do país.

sábado, 14 de abril de 2018

SÍRIA - ASSASSINOS IMPERIALISTAS, TIREM AS MÃOS DA SÍRIA!

Assassinos imperialistas, tirem as mãos da Síria!
Declaração da Ação Revolucionária Comunista  - Grécia

É claro que os Estados Unidos, juntamente com a Grã-Bretanha e a França, estão se preparando febrilmente para lançar um ataque esmagador contra a Síria sob o pretexto de alegações infundadas de um suposto uso de armas químicas pelo exército sírio durante a libertação do Ghouta Oriental dos moribundos grupos islâmicos tipo Al-Nusra e etc. Não há nem um grão de verdade em suas alegações. O Exército Árabe Sírio não tinha motivos para usar armas químicas; a operação militar havia chegado ao fim e a única questão pendente era o transporte dos grupos reacionários islâmicos para Idlib – através dos ônibus fornecidos pelo Estado sírio.

GUERRA COMERCIAL EUA - CHINA

Guerra comercial dos EUA contra a China e guerra contra a Rússia
Gerry Downing - Socialist Fight - Grã Bretanha

Washington Post: Uma guerra comercial EUA-China custará bastante aos americanos: “O que fizemos foi fortalecer a posição chinesa no TPP [Trans-Pacific Partnership] (incluindo o mercado australiano-neozelandês), ao mesmo tempo em que enfraquecemos nossa posição em todo o Pacífico. Isso proporciona aos chineses uma posição dominante no mercado e torna nossa guerra tarifária com a China uma proposta perdedora. Ele derrota completamente o objetivo da guerra tarifária. Nesse sentido, não há qualquer estímulo para a China modificar sua terrível política. Os chineses vencem; nós perdemos"  Carta ao Editor (08/03/2018).

Os marxistas entendem que a crise do imperialismo global tem suas diferentes manifestações em cada país e região, mas estão todos interconectadas. E também entendemos que a crise econômica do capitalismo é a força motriz da crise e isso se reflete dialeticamente na crise da direção política do imperialismo, que por sua vez exaspera a crise econômica.

quinta-feira, 12 de abril de 2018

A NOVA ETAPA DO GOLPE APÓS A PRISÃO DE LULA

A prisão de Lula marca o fim da etapa parlamentar-jurídica do Golpe e dá início a etapa militar com eleições fraudadas 

O Brasil está prestes a entrar em um novo tipo de ditadura militar, cujo similar mais próximo talvez seja o processo recente do Egito 1, com eleições de fachada para um regime militar de fato, defendendo draconianamente os interesses do imperialismo, das grandes corporações multinacionais, do capital financeiro, tendo, em nosso caso, a Globo como porta voz todo poderosa para embelezar a tragédia. Muitos acreditavam que a “senha” para prender Lula seria prender antes algum político burguês figurão do lado de lá, um Alckmin, Serra, FHC, Temer. Alguém que se equiparasse ao quilate de Lula. Isso não ocorreu antes. Mas tende a ocorrer agora e não por causa da prisão de Lula, mas porque o mecanismo do golpe tem outra dinâmica, definida pelo imperialismo de estabelecer outro regime político, militarizado, sobre os escombros do atual.

terça-feira, 3 de abril de 2018

CANDIDATO GENERAL?

A via eleitoral como camuflagem
da militarização do regime político 
Forças armadas já decidiram que vão assumir o controle político
do país de qualquer jeito. Comandante do Exército pressiona o STF,
ameaçando com intervenção militar se não deixarem prender logo Lula.

Toda a histeria com relação a questão da segurança pública, tendo como solução a intervenção militar, não seria uma manobra dos golpistas para colocar um general no centro das atenções e indicá-lo como candidato? Ainda mais, sendo que o segundo lugar das pesquisas, Bolsonaro, é um militar mais de patente mais baixa. Será que tudo isso aí não é uma manobra?

Até agora, já são quase 50 pré-candidatos militares, sem contar com Bolsonaro e a bancada da bala policial...

segunda-feira, 2 de abril de 2018

PALESTINA

"Por uma revolução permanente e um estado operário multiétnico da Palestina, do rio ao mar, parte de um Oriente Médio socialista!"
Ian - Socialist Fight - Grã Bretanha

Declaração do Socialist Fight, seção britânica do Comitê de Ligação pela IV Internacional, subscrita pela FCT. O SF vem há dois anos sendo perseguido por combater intransigentemente o sionismo, desde quando o primeiro ministro conservador David Cameron exigiu a expulsão dos militantes de nossa corrente britânica, em particular de Gerry Downing, de dentro do Partido Trabalhista, em 2016.Declaração sobre o massacre israelense contra a "Grande Marcha do Retorno"

O Socialist Fight condena o massacre que matou 17 e feriu mais 773 palestinos com munição real. Este massacre foi dirigido contra manifestantes de direitos civis desarmados na Grande Marcha do Retorno, uma iniciativa de base de muitos refugiados palestinos presos no campo de concentração gigante de Gaza, para fugir e voltar para as casas que eles ou seus pais foram expulsos pela limpeza étnica da Palestina que está em andamento no Naqba desde 1947.

sexta-feira, 30 de março de 2018

O QUE É ESTADO PROFUNDO?

O que é "Estado profundo"?

Mike Lofgren, autor de The Deep State: The Fall of the Constitution and the Rise of a Shadow Government (O Estado Profundo: a queda da Constituição e o ascenso do Governo das Sombras), definiu Deep State como: “Uma associação híbrida entre os elementos do governo e partes da elite industrial e financeira que é efetivamente capaz de governar o país sem o consentimento do povo como expresso através do processo político formal.” 1.

Essa é uma definição liberal para o fenômeno cada vez menos invisível em todos as nações, nesse momento de acirramento das lutas interburguesas e ascensão da direita, quando o Estado profundo vem atuando mais freneticamente.

Em verdade, o Estado profundo expressa uma especialização do Estado como comitê gestor dos negócios da burguesia, correspondente a ala que realiza o trabalho ilegal em detrimento da fachada legal, pública aparentemente democrática e republicana da política que se passa como representante do conjunto da sociedade, mas que representa os interesses dos setores hegemônicos da classe dominante.

domingo, 25 de março de 2018

ONDE ESTAVA A ESQUERDA EM BAGÉ E PASSO FUNDO?

Onde Estava a Esquerda em Bagé e Passo Fundo?

Mário Maestri *

Onde estavam o PCB, PSTU, PSOL e demais movimentos que se reclamam da esquerda classista ou socialista quando um punhado de ruralistas, bolsonarianos e direitistas variados mobilizaram-se fisicamente contra a "Caravana Lula pelo Brasil", em Bagé, RS, na segunda-feira, 19 de março de 2018, e impediram que Lula da Silva se apresentasse em Passo Fundo, na sexta-feira, 23? A mobilização direitista contra o direito de manifestação, sobretudo em Passo Fundo, era de conhecimento universal. Impunha-se a mobilização maciça da militância de esquerda, de sindicalistas, de estudantes e de trabalhadores para barrar a pretensão da escória fascista de impor a lei do silêncio à esquerda e aos trabalhadores.

sexta-feira, 23 de março de 2018

GRÉCIA - BREVES INFORMES DA LUTA ANTIFASCISTA

Breves informes da luta antifascista na Grécia
Relato de um camarada do KED - Ação Revolucionária Comunista  da Grécia (como na Ucrânia) onde a batalha entre o fascismo, apoiado pelo aparato repressivo e o Estado profundo e as organizações dos trabalhadores chegara mais longe todo o processo de crescimento da direita na luta de classes. Nesse quadro, a capitulação do Syriza à direita, do Partido Nova Democracia, com quem compõe a coligação governamental, fortalece o curso reacionário.


Primeiro nós tivemos uma manifestação em Thessaloniki, organizada pela extrema-direita e pelo "Estado Profundo" 1 e era bastante grande (cerca de 80.000 pessoas; os organizadores falavam sobre 1.000.000 de pessoas, mas isso era uma grande mentira). A esquerda e os anarquistas não eram fortes o suficiente para fazer muito a respeito. Um pequeno número de anarquistas organizou uma contramanifestação que foi atacada pela polícia. A esquerda não fez nada. Após o fim do comício nacionalista, os fascistas incendiaram uma ocupação anarquista (Libertatia) enquanto gritavam palavras de ordem como "Anarquistas e Bolcheviques, esta terra não pertence a você", "Machado e fogo contra os cães vermelhos" etc. Nesse dia, os fascistas levaram a melhor.

quinta-feira, 22 de março de 2018

O GOLPE PERMANENTE E A MISÉRIA SOCIAL COMO PROJETO

O golpe permanente e a miséria social como projeto

Fábio Sobral

Chegamos ao absurdo de ter que defender que as pesquisas de docentes possam ser expressas em uma disciplina na Universidade. A vigilância retrógrada vestiu-se de ameaças jurídicas contra quem tem posições distintas das dos que controlam o poder econômico, político, jurídico, militar e midiático. Os setores dominantes comportam-se como hienas famintas em busca de pensamentos divergentes. Por que tamanha agressividade e vigilância? Só há uma resposta plausível: medo.

ARGENTINA - DO GOLPE MILITAR GENOCIDA AOS GENOCIDAS DE HOJE

Contra os autores do golpe genocida de ontem e seus herdeiros da repressão macristica de hoje

Tendência Militante Bolchevique
Seção do Comitê de Ligação pela Quarta Internacional na Argentina

Original en castellano

No dia 24 de março, completam-se 42 anos do golpe militar na Argentina, golpe que vinha em andamento desde o início da ação da fascistóide Triple AAA 1 e outras formas de terrorismo estado e paraestatal 
burguês.

O imperialismo e seus aliados que promoveram o golpe e se beneficiaram da ditadura, hoje sob o governo de Maurício Macri 2, impulsionam uma nova ofensiva contra os trabalhadores.