TRADUTOR

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

O PRIMEIRO GRANDE CRIME

Bolsonaro: MENOS médicos e saúde para milhões de brasileiros

Sem nem ter tomado posse ainda, o novo governo vai precarizar a já debilitada saúde da população brasileira, principalmente nas periferias e cidades do interior do país. Bolsonaro provocou o fim do programa “Mais Médicos” fazendo referencias depreciativas, ameaçadores e estabelecendo condições unilaterais a Cuba que dignamente respondeu “nossos médicos não foram pedir trabalho no Brasil, foram cumprir uma missão.” e convocou os médicos de volta.

Sem o Mais Médicos, 2.800 municípios brasileiros, de um total de 5.500, serão afetados. Ou seja, mais da metade. Desses, 1.500 ficarão completamente desassistidos, pois só possuem médicos graças a missão cubana. Além de 75% do atendimento médico nas aldeias indígenas, que deixará de existir. Sairão de uma vez 8.500 médicos de áreas carentes. Mas não pensem que serão afetadas apenas Estados pobres e populações esquecidas. Os Estados de São Paulo e Bahia serão os mais atingidos. Esse é o primeiro grande crime de execução em massa de Bolsonaro contra os brasileiros. Muitos adoecerão e morrerão devido a essa medida. Estima-se que 24 milhões de brasileiros ficarão sem médicos com a saída dos cubanos.

domingo, 4 de novembro de 2018

MARCHA MIGRATÓRIA RUMO AOS EUA

"¡Los migrantes no son criminales, somos trabajadores internacionales!"
¡Trabajadores del mundo uníos por sobre las fronteras en contra los tiranos del capital y el imperialista Trump! ¡Por la defensa del derecho democrático de trasladarse de un territorio a otro!

Reproduzimos em seu original castellano o artigo da Tendência Militante Bolchevique da Argentina, organização irmã da FCT.

Aumenta y avanza a cada minuto la marcha de inmigrantes centroamericanos hacia la frontera de Estados Unidos. La crisis migratoria es una consecuencia del empobrecimiento de los pueblos oprimidos del continente por los golpes e intervenciones imperialistas que impone la barbarie.