TRADUTOR

quarta-feira, 30 de maio de 2018

GOLPE, PETROBRÁS, CAMINHONEIROS E PETROLEIROS

Não a repressão aos caminhoneiros, defender e ampliar a greve dos Petroleiros!


A demonização midiática virulenta e a brutal repressão sofrida pelos caminhoneiros contrastrou com com a propaganda do lockout de uma semana antes quando os caminhoneiros foram apresentados como heróis nacionais.

Um lockout que saiu do controle patronal

Os empresários nacionais do ramo do transporte estavam perdendo lucratividade diante da disparada dos preços do diesel, ancorado aos lucros do grande capital petroleiro internacional, acentuada pela política energética entreguista do governo Temer. Os caminhoneiros sofreram a corrosão veloz de seus ganhos com os fretes devido a alta de 35% do diesel em comparação a julho de 2017.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

AUXÍLIO-RECLUSÃO

Em defesa do benefício previdenciário contra a barbárie capitalista fascista assentada no ódio, no preconceito e na desinformação

Gustavo Cabral

A internet, assim como o seu subproduto, as redes sociais, representaram um marco nas telecomunicações por sua capacidade de conectar pessoas desde os mais longínquos rincões aos centros mais desenvolvidos do mundo de maneira instantânea. Inobstante, esta verdadeira revolução das comunicações também trouxe suas próprias mazelas, a qual se destaca o poder de manipulação em massa através de disseminação de falsas informações.

terça-feira, 8 de maio de 2018

INDIA - DALITS

A questão dos dalits: uma breve análise
Akhar Bandyopadhyay - Bhagat Singh’s Socialist - India

“Não devemos esquecer que essas pequenas comunidades foram contaminadas por distinções de casta e escravidão, que subjugaram o homem a circunstâncias externas em vez de elevar o homem ao soberano das circunstâncias, que transformaram um estado social autodesenvolvido em um destino natural inalterado... ”- Karl Marx, O domínio Britânicas na Índia (10/06/1853).

Quem são os dalits?

Durante séculos, a estrutura social da Índia é caracterizada por uma formação socioeconômica hierarquicamente organizada, conhecida como sistema de castas. O sistema de castas é economicamente baseado em uma divisão do trabalho sem mobilidade social ou estamental (uma das características do "Modo Asiático de Produção" de Marx). Mas a compreensão do sistema de castas vai além. Ele não apenas divide a comunidade hindu, mas também coloca as comunidades divididas em várias fileiras sociais organizadas verticalmente. Não é apenas a divisão do trabalho, mas também a divisão no interior da classe trabalhadora.